NOTÍCIA

Membro da CIPA garante direito à indenização mesmo após recusar retorno ao trabalho

Após ser notificada da reclamação trabalhista, a empresa formalizou convite para que o trabalhador fosse reintegrado ao emprego

01 de Outubro de 2021

Crédito: Divulgação

A Segunda Turma do TST condenou uma construtora e um condomínio de Recife (PE) ao pagamento da indenização substitutiva referente à garantia de emprego a um trabalhador que, mesmo sendo membro da CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho) e tendo direito à estabilidade no emprego, foi dispensado. 

Após ser notificada da reclamação trabalhista, a empresa formalizou convite para que o trabalhador fosse reintegrado ao emprego, o que foi negado pelo obreiro, sob a alegação de que já estava trabalhando em outro local.  

O juízo de primeiro grau e o Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região entenderam ser indevida a indenização substitutiva, mesmo diante da condição de membro da CIPA que o empregado possuía, argumentando que o deferimento da indenização acarretaria a obtenção de vantagem ilícita ao trabalhador, uma vez que este já possuía outro emprego.  

Contudo, para a Segunda Turma do TST, a garantia de emprego prevista na lei visa à proteção da atividade do membro da CIPA, de forma a coibir a dispensa arbitrária. Dessa forma, conforme entendimento do Tribunal, a ausência de pedido de reintegração ao emprego ou a própria recusa da oportunidade de retorno ao trabalho não caracterizam renúncia ao direito à estabilidade. 

Com esse entendimento, o TST reformou a decisão das instâncias inferiores e condenou as empresas ao pagamento da indenização substitutiva ao trabalhador.  

Caso você tenha dúvidas sobre a matéria, foi dispensado ou conhece alguém que se enquadre nas situações acima, procure o escritório Alvenir Almeida Advogados a fim de esclarecer seus direitos. 
 

Comunicação Alvenir

FALE CONOSCO

Atendimento humanizado em prol dos direitos do trabalhador.

"Se eu pudesse lhe dar alguma coisa na vida, eu lhe daria a capacidade de ver a si mesmo através dos meus olhos. Só então você perceberia como é especial para mim." Frida Kahlo.

ALVENIR ALMEIDA ADVOGADOS ASSOCIADOS Todos os direitos reservados. Proibida a cópia total ou parcial do conteúdo deste site.

Criação de Sites Passo Fundo criativittá